top of page
  • Rofer Eventos

NOVO PRESIDENTE DA PIRACANJUBA PLANEJA SUPERAR DESAFIOS DO LEITE EM 2024




Em entrevista, o presidente da Piracanjuba enfatizou a dificuldade de repassar os custos ao consumidor devido à demanda reprimida, especialmente para os produtos derivados do leite; confira


A renomada marca de laticínios Piracanjuba está passando por uma fase desafiadora no cenário brasileiro de alimentos, marcada pela queda no poder de compra da população e pela crise nos preços da pecuária leiteira.

Luiz Cláudio Lorenzo, que assume a presidência da Piracanjuba após 16 anos na empresa, destaca a estratégia de marketing centrada na familiaridade do jingle “Pi-ra-can-ju-ba” como parte das iniciativas para impulsionar o consumo de produtos derivados de leite.

A empresa, pertencente à Laticínios Bela Vista, uma das três maiores indústrias de lácteos do país, enfrentou uma mudança significativa ao transformar-se de uma sociedade limitada para uma sociedade anônima de capital fechado.

Com uma capacidade produtiva de 6 milhões de litros de leite por dia, a Piracanjuba não divulga o volume atual de coleta nas propriedades rurais, mas afirma um crescimento de 8% em seu faturamento em 2023 em comparação com o ano anterior.

Apesar do desempenho positivo, Lorenzo destaca que a diminuição no poder de compra da população brasileira impactou negativamente os negócios. Em uma entrevista à EXAME, ele enfatiza a dificuldade de repassar os custos ao consumidor devido à demanda reprimida, especialmente para os produtos derivados do leite.

A crise na pecuária leiteira também é evidenciada pelos dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (CEPEA-Esalq/USP), que mostram uma desvalorização de 23,8% no preço pago ao produtor de leite no acumulado de 2023, em termos reais.

Lorenzo explica que remunerar melhor a cadeia de produção tem sido uma discussão persistente entre os pecuaristas de gado leiteiro, mas a demanda reprimida torna impraticável pagar melhores preços. Ele alerta para os pecuaristas de pequeno porte, afirmando que os preços baixos podem afetar negativamente sua capacidade de investir na atividade.

O presidente da Piracanjuba também destaca a importância do programa Desenrola Leite, uma linha de crédito especial com subvenção federal para cooperativas de produtores de leite. Com a compra governamental de leite para merenda escolar, o fornecimento de leite no Bolsa Família e mudanças no Programa Mais Leite Saudável em análise, espera-se que essas medidas auxiliem o setor a enfrentar os desafios financeiros.

Quanto ao futuro da Piracanjuba, Lorenzo expressa a ambição de manter uma taxa anual de expansão de 10%, focando em um portfólio mais voltado para a “saudabilidade“, incluindo produtos lácteos e não lácteos. O desafio da empresa é crescer de forma sustentável em meio às complexidades do mercado de laticínios e da pecuária leiteira.

Fonte: Edairy News

Comments


bottom of page