Buscar
  • Fischer Comunicação

Yili foi avaliada como a marca de laticínios mais valiosas do mundo


O setor de alimentos e bebidas é uma das categorias que deve sofrer impacto limitado como resultado da pandemia COVID-19, com as principais marcas de alimentos e bebidas do mundo não devendo perder valor de marca, de acordo com o último relatório Brand Finance Food & Drink 2020.


Olhando além do setor de alimentos e bebidas, no entanto, o valor das 500 marcas mais valiosas do mundo, classificadas na tabela da liga Brand Finance Global 500 2020, pode cair cerca de US $ 1 trilhão como resultado do surto de coronavírus.


A Brand Finance avaliou o impacto do COVID-19 com base no efeito do surto no valor da empresa, em comparação com o que era em 1º de janeiro de 2020. O impacto provável no valor da marca foi estimado para cada setor. Os setores foram classificados em três categorias - impacto limitado (perda mínima do valor da marca ou crescimento potencial do valor da marca), impacto moderado (até 10% de perda do valor da marca) e forte impacto (até 20% perda do valor da marca) - com base no nível de perda de valor da marca observada para cada setor no primeiro trimestre de 2020.


Yili cresce 13%


Registrando um crescimento de 13% para US $ 8,6 bilhões, a Yili ultrapassou a Danone para se tornar a marca de lácteos mais valiosa do mundo, além de reivindicar a segunda posição no ranking geral da Brand Finance Food 50 2020.


Como a marca de laticínios mais valiosa da Ásia nos últimos cinco anos, a Yili tem se expandido continuamente para novos territórios, ratificando o objetivo da marca de construir uma rede global e atingir 2 bilhões de consumidores até o final de 2020.


A Yili investiu US $ 4,3 bilhões na construção de uma base de produção de laticínios orgânicos de alta qualidade em Inner Mongolia, que deve gerar 60.000 empregos, bem como estimular a agricultura local e as indústrias de logística. No exterior, a Yili voltou seus olhos para a Nova Zelândia, adquirindo 100% do capital da segunda maior produtora de laticínios do país, a Westland Milk Products.


A Brand Finance disse que a Yili pode ver a diferença à frente da Danone aumentar, já que a marca teve resultados trimestrais formidáveis, encenando uma forte recuperação no segundo trimestre, apesar do impacto negativo da pandemia no início do ano.


Pela primeira vez, o relatório Brand Finance Food & Drink 2020 inclui a classificação Dairy Portfolio - uma classificação que divide o valor da marca relacionada às marcas de lácteos de portfólios de alimentos mais amplos - já que as marcas de lácteos representam uma grande proporção do valor da marca dos portfólios de alimentos e muitas vezes são responsáveis pelo movimento na classificação geral.


A Yili também tem o quinto portfólio de laticínios mais valioso, com um valor total de marca de US $ 8,6 bilhões. A Nestlé mais uma vez lidera o caminho, ostentando o portfólio de lácteos mais valioso com um valor de marca de US $ 12,6 bilhões. Os portfólios de laticínios da Lactalis (valor total da marca US $ 11,7 bilhões) e Danone (US $ 11,6 bilhões) estão em segundo e terceiro lugar, respectivamente.


Savio D’Souza, diretor de avaliação da Brand Finance, disse: “Como uma marca comprometida com a inovação contínua na indústria, não é surpreendente que a Yili tenha conseguido atingir continuamente seus objetivos de expansão este ano, apesar da pandemia COVID-19. No próximo ano, a forte estratégia de inovação da Yili deverá ser a força central da marca para o crescimento no futuro.”


A Nestlé manteve o título de marca de alimentos mais valiosa do mundo após um aumento de 3% no valor da marca para US $ 20,3 bilhões. O portfólio da Nestlé é mais uma vez o portfólio de alimentos e bebidas mais valioso, com um valor total de marca de US $ 68,5 bilhões.


A Brand Finance disse que no setor de laticínios, a marca indiana Amul deve ser observada este ano como a marca de mais rápido crescimento, aumentando o valor em 25%, para US $ 3,1 bilhões. A marca tem focado na diversificação de seu portfólio, lançando sua linha Tru. A marca cita melhorias em sua infraestrutura e, consequentemente, aumento de vendas em áreas rurais, como um dos principais motivos por trás de seu sólido desempenho financeiro recente.


O valor da marca é entendido como o benefício econômico líquido que o proprietário da marca obteria licenciando-a no mercado aberto. A força da marca é a eficácia do desempenho de uma marca em medidas intangíveis em relação a seus concorrentes.


Veja também o relatório do Rabobank das Top 20 empresas de laticínios do mundo


As informações são do Dairy Reporter, traduzidas pela equipe do MilkPoint.

4 visualizações

Vendas e informações

11 2730 0522

  • LinkedIn - círculo cinza
  • Instagram - Cinza Círculo
  • Facebook - círculo cinza

Quero expor

MAPA DO SITE