Buscar
  • Forlac

Uberaba/MG cadastra pequenos pecuaristas para ampliar inseminação artificial


A Secretaria do Agronegócio de Uberaba (Sagri) começou a cadastrar pequenos produtores de Uberaba, no Triângulo Mineiro, interessados em participar do programa Mais Pecuária Brasil, uma iniciativa da Confederação Nacional de Agricultores Familiares e Empreendedores Familiares Rurais (Conafer) que visa o melhoramento genético do rebanho de pequenos pecuaristas por meio de ações como a doação de sêmen. O cadastro será possível graças à assinatura de convênio entre prefeitura e Conafer, o que sacramentou a inclusão da cidade no Mais Pecuária Brasil.

Para participar do programa, o pecuarista precisa atender pré-requisitos relacionados à alimentação do rebanho, estrutura e escore corporal das vacas.

De acordo com o secretário do Agronegócio, José Geraldo Borges Celani, o programa Mais Pecuária Brasil consiste em promover o melhoramento genético de rebanhos leiteiro e de corte da agricultura familiar. O sêmen, que será distribuído gratuitamente, é produzido pela Alta Genetics do Brasil, central de reprodução animal que tem sede em Uberaba.

Biotecnologia IATF - De acordo com a zootecnista da Sagri, Renata Serafim, o programa utiliza a biotecnologia conhecida como Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF), que sincroniza o cio de todas as vacas, de maneira que aquelas que obtiverem prenhez, vão parir no mesmo tempo. “Com isto, o produtor ganha no tempo, pois não precisará ficar olhando a prenhez da vaca constantemente”, explicou Renata.


“Outra vantagem do programa, de suma importância, é o melhoramento genético do plantel, sem custos e com sêmens de procedência” acrescentou a zootecnista

Desta forma, o objetivo do programa é proporcionar ao pequeno produtor alcançar bons resultados na propriedade como: menor intervalo entre os partos das vacas, menor tempo de desmame, bezerros mais pesados e restabelecimento corporal das vacas em tempo bem mais curto.

Resultado a médio prazo - Ainda de acordo com informações da Secretaria do Agronegócio de Uberaba, a duração final do Mais Pecuária Brasil é de quatro anos, sendo que a expectativa após este período é que aconteça o melhoramento genético do rebanho, tanto da produção leiteira quanto de corte.

As informações são do Estado de Minas.

1 visualização0 comentário