Buscar
  • Forlac

Tate & Lyle amplia pesquisa de fibra dietética


A Tate & Lyle, fornecedora líder global de ingredientes e soluções para alimentos e bebidas, anuncia que está ampliando sua parceria com a APC Microbiome Ireland, um Centro de Pesquisa da Science Foundation Ireland (SFI), por meio de um novo projeto de pesquisa de dois anos para aumentar a compreensão de como as fibras alimentares podem afetar o funcionamento do microbioma intestinal.


A pesquisa mostrou que as fibras dietéticas podem ter efeitos prebióticos, alimentando bactérias “boas” no intestino e promovendo uma composição saudável do microbioma. Um microbioma diverso e funcional é importante porque as bactérias presentes ajudam a digerir os alimentos, regulam o sistema imunológico, protegem contra outras bactérias que causam doenças e produzem vitaminas como a B12 e a K, tiamina e riboflavina.


“A maioria das pessoas está começando a entender a importância de obter mais fibras em sua dieta para uma série de benefícios de saúde e bem-estar, incluindo benefícios cardiovasculares, imunidade, e saúde intestinal. As pesquisas sobre microbioma avançaram significativamente na última década, mas ainda há muitas perguntas a serem respondidas nessa área. Entender como as diferentes fibras prebióticas podem interagir com o funcionamento do nosso microbioma nos levará um passo adiante na compreensão de como os microbiomas podem afetar vários aspectos de nossa saúde e bem-estar. Como uma empresa orientada para a ciência, estamos entusiasmados em continuar trabalhando com a APC Microbiome Ireland para construir nosso conhecimento e aumentar a base de evidências em torno do papel positivo que as fibras podem desempenhar na melhoria da saúde pública”, comenta Kavita Karnik, PhD., VP de Nutrição e Assuntos Regulatórios da Tate & Lyle.


Neste novo projeto de pesquisa, que será financiado pela Tate & Lyle, a APC Microbiome Ireland analisará as vias metabólicas que podem afetar a relação entre o microbioma e a saúde. O projeto explicará os efeitos funcionais em todo o eixo intestino-cérebro, como regulação imunológica, metabolismo da glicose, secreção de hormônios intestinais, metabolismo do triptofano, bem como o potencial simbiótico de fibras e cepas probióticas. Esperam-se informações adicionais do projeto sobre como diferentes fibras prebióticas podem ter um efeito positivo na saúde e as vias metabólicas mais plausíveis para explorá-las ainda mais.


O doutor Harriët Schellekens e o professor Gerard Clarke, pesquisadores da pesquisa Brain-Gut-Microbiota da APC, estarão liderando o projeto que será conduzido nos laboratórios da APC Microbiome Ireland na University College Cork.


Este novo projeto segue uma colaboração da pesquisa anterior entre a Tate & Lyle e a APC Microbiome Ireland, anunciada em 2019, que rastreou fibras alimentares para identificar potenciais benefícios à saúde para faixas etárias específicas e encontrou alguns efeitos positivos dessas fibras.


A APC Microbiome Ireland é um instituto de microbioma líder global. Com sede na University College Cork e Teagasc, a APC Microbiome Ireland é classificada como o principal instituto no mundo para pesquisa em antimicrobianos e micróbios terapêuticos e está entre as cinco principais instituições globais para pesquisa de microbiomas.


“Estamos muito satisfeitos em continuar nossa parceria com a Tate & Lyle após o sucesso de nossa colaboração anterior. Este projeto dará uma oportunidade para os pesquisadores clínicos e de microbioma da APC obterem uma compreensão completa de como a ingestão de fibras pode beneficiar a saúde por meio do microbioma. Como tal, o projeto permitirá que a Tate & Lyle descubra ainda mais benefícios de saúde associados ao seu portfólio de fibras”, finaliza Paul Ross, diretor da APC Microbiome Ireland.


Sobre a Tate & Lyle - A Tate & Lyle é uma fornecedora líder global de ingredientes e soluções para alimentos e bebidas. Apoiados por nossa história de 160 anos de inovação de ingredientes, fazemos parceria com os clientes para oferecer aos consumidores escolhas mais saudáveis e saborosas quando comem e bebem. Estamos orgulhosos de que milhões de pessoas em todo o mundo consumam todos os dias produtos que contenham nossos ingredientes.


Por meio de nossa experiência em adoçantes, sensação na boca e fortificação, desenvolvemos soluções que reduzem açúcares, calorias e gorduras, adicionam fibras e proteínas e fornecem textura e estabilidade em categorias como bebidas, produtos lácteos, panificação, sopas, molhos e temperos.


Temos mais de 3.000 funcionários trabalhando em cerca de 60 locais em 30 países. O propósito da Tate & Lyle é transformar vidas através da ciência dos alimentos, e através do nosso propósito, acreditamos que podemos crescer com sucesso nossos negócios e ter um impacto positivo na sociedade. Vivemos nosso propósito de três maneiras: apoiando uma vida saudável, construindo comunidades prósperas e cuidando do nosso planeta.


A Tate & Lyle está listada na Bolsa de Valores de Londres sob o símbolo TATE.L. US Depository Receipts são negociados sob TATYY. No ano até 31 de março de 2021, a receita da Tate & Lyle com operações contínuas foi de £ 1,2 bilhão.


Sobre a APC Microbiome Ireland - APC Microbiome Ireland é um Centro de Pesquisa SFI líder mundial, com sede na University College Cork e Teagasc. Foi formado em 2003 com financiamento da Science Foundation Ireland e em conjunto com os principais parceiros da indústria. A APC representa uma colaboração entre a University College Cork e a Teagasc (a Autoridade Irlandesa de Agricultura e Desenvolvimento Alimentar).


É amplamente reconhecido que a microbiota intestinal desempenha um papel importante na saúde humana e se tornou uma das áreas de pesquisa mais dinâmicas, complexas e empolgantes nas áreas alimentícia e farmacêutica. Na última década, a APC se estabeleceu como um dos principais centros globais de pesquisa da microbiota intestinal.


A APC fez várias descobertas marcantes e publicou mais de 3.000 artigos de pesquisa em periódicos revisados por pares, gerando muitas capas de periódicos e editoriais associados. As áreas de pesquisa recentes lideradas pela APC incluem o desenvolvimento de novos diagnósticos ou biomarcadores de saúde ou risco de doença (por exemplo, câncer de cólon) com base na análise da microbiota; explorando os mecanismos pelos quais a microbiota pode ser favoravelmente mobilizada ou manipulada (por exemplo, por bacteriófago) para promover a saúde e “mineração” da microbiota para novos medicamentos (por exemplo, antibióticos inteligentes) e ingredientes alimentares funcionais.

Fonte: Assessoria de Imprensa Tate & Lyle. Foto: Divulgação/Tate & Lyle

2 visualizações0 comentário