Buscar
  • Forlac

MG: estado terá centro de referência para a cadeia leiteira


Um centro de referência para o agronegócio do leite será criado e Minas Gerais. O trabalho conjunto entre Sistema FAEMG/SENAR/INAES, Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG) e outras entidades convidadas foi o que instituiu a unidade. O centro será utilizado como espaço de pesquisa, treinamento, difusão de tecnologias e aprimoramento de todos os elos da cadeia.

Durante uma videoconferência entre as duas entidades na última semana, com a participação de coordenadores e gerentes regionais do Sistema FAEMG e diretores da EPAMIG, sob condução do superintendente do SENAR MINAS, Christiano Nascif; o superintendente técnico da FAEMG, Altino Rodrigues; e a presidente da EPAMIG, professora Nilda Soares, que proposta foi instituída.

A criação do centro foi um desafio lançado pelo presidente do Sistema FAEMG, Roberto Simões. Junto com o Centro de Excelência na Cafeicultura e o Centro de Pecuária de Precisão, o intuito do novo centro é valorizar uma das principais cadeias do agronegócio no estado.

Tradição

A proposta é construir a unidade tendo como base a estrutura do Instituto de Laticínios Cândido Tostes (ILCT), em Juiz de Fora, entidade tradicional e reconhecida na formação de técnicos em laticínios. A Embrapa Gado de Leite e os Sindicatos Rurais da região também serão convidados para agir em conjunto.

Foco na cadeia do leite

“A ideia é, principalmente, aperfeiçoar o atendimento ao nosso principal cliente, o produtor rural mineiro, e ao agronegócio mineiro. Sistema FAEMG e EPAMIG, juntos, têm tudo para fazer uma mudança muito positiva para o nosso estado nessa área”, frisa Christiano Nascif. Para Nilda Soares, a parceria é factível e faz justiça ao leite, um grande produto do agro mineiro ao lado do café. “Minas merece um local para gerar tecnologia e difundir conhecimento para os nossos agricultores. Com certeza a EPAMIG quer fazer parte disso. Quanto mais capacitarmos nossos produtores, mais rápido as tecnologias chegarão ao campo”, afirma a professora.

“Minas Gerais está muito bem representada com essa parceria. Vai ser um sucesso, todos sairão ganhando”, analisa o superintendente técnico da FAEMG, Altino Rodrigues. “Com o Centro de Excelência da Cafeicultura tão adiantado, nossos produtores de leite não poderiam deixar de ter o seu centro de referência. Para isso, nada melhor que o Sistema FAEMG se unir com a EPAMIG e, por consequência, a Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimeto [SEAPA]", conclui.

A reunião foi um início da discussão, que agora passará pelo aprimoramento das entidades envolvidas, as atribuições de cada parceiro e criação de um plano de trabalho.

As informações são da FAEMG/SENAR/INAES

5 visualizações0 comentário