top of page
  • Rofer Eventos

LATICÍNIOS VALE DO GURGUEIA – O INÍCIO DA BACIA LEITEIRA NO SUL DO PIAUÍ




Foi lançado na última sexta-feira, dia 12 de abril, a pedra fundamental do empreendimento laticínios vale do Gurgueia, no município de Cristino Castro, sul do Piauí, um projeto de grande porte, que, com a sua implantação e operação, terá uma mudança na economia como geração de empregos e distribuição de renda.


"O PROJETO TEM POR OBJETIVO O DESENVOLVER UMA BACIA LEITEIRA ALCANÇANDO ENTRE 1000 E 1500 PRODUTORES DA REGIÃO, COM CAPACIDADE LEITEIRA DE 200 A 1000 LITROS DIA POR PRODUTOR."

O município de Cristino Castro  foi escolhido pelo Grupo Fazendas Reunidas Portugal, através de um estudo  de  viabilidade, por possuir, dada a sua localização geográfica, uma ampla rede de logística para distribuição e comercialização dos produtos  não só no  Estado do Piauí,  mas,  com facilidade para escoar a produção para todo o norte e nordeste do Brasil, com a disponibilidade de energia  pela concessionária para adequação da rede de alimentação elétrica no sentido de atender as demandas do complexo industrial, aliado ao técnico dos órgãos ambientais, através de um  projeto ambiental de baixo impacto e sustentável, onde se possa gerar empregos e renda sem afetar o Eco Sistema local. A parte de infraestrutura rodoviária,  com projeto no  DNIT na   construção de um trevo que permita o acesso seguro a fábrica e a livre circulação na rodovia sem interferências em seu fluxo na rodovia.

O objeto do empreendimento é a Implantação de uma indústria de laticínios com produção de queijos, iogurte, bebida láctea, requeijão, doce de leite cremoso, doce de leite em pedaços, leite longa vida integral, semidesnatado e desnatado, creme de leite linga vida integral e light, creme culinário, bebida achocolatada, produção e fracionamento de leite em pó dentro de outros, tendo como  meta a industrialização de 108 milhões de litros leite/ ano através de compra diária de até 300 mil litros de leite na primeira etapa do projeto,  com investimentos  na ordem de R$ 532.000.000,00

O projeto tem por objetivo o desenvolver uma bacia leiteira alcançando entre 1000 e 1500 produtores da região, com capacidade leiteira de 200 a 1000 litros dia por produtor. Podendo gerar uma renda líquida entre R$ 4.200,00 para os pequenos produtores chegando em até R$ 21.000,00 para médios produtores, com a geração de até 1500 novos produtores-empreendedores, e  a capacidade de gerar 500 empregos na fase pré-operacional e 200 empregos na fase operacional, bem como milhares de empregos indiretos.

O Estado do Piaui não é autosuficiente na produção de leite, ou seja, o que é consumido vem de outras unidades federativas , onde a população paga mais caro no litro de leite que em outros Estados do Brasil,  que com a operacionalização da agroindústria,  o litro de leite pode ser reduzido em até 15%, além de aumentar o  valor agregado na economia regional.

O leite é um importante produto para o Brasil, é o terceiro maior produtor mundial de leite, com mais de 34 bilhões de litros por ano, com produção em 98% dos municípios brasileiros, tendo a predominância de pequenas e médias propriedades, empregando perto de 4 milhões de pessoas, mas  o  consumo por pessoa é  de apenas de 166 litros de leite ao ano, já a média dos outros países é de 250 até 300 litros, dai a importancia de incentivar a produção de leite no Brasil.

Em outubro de 2023, o  Governo Federal editou um Decreto nº 11.732/2023  estimulando  a venda de leite in natura, alterando a aplicação dos créditos presumidos de PIS/PASEP  e Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS) no âmbito do Programa Mais Leite Saudável, ou seja, os  laticínios ou cooperativas que comprarem leite no Brasil poderão ser beneficiadas com até 50% de créditos presumidos, para o que estiverem  cadastradas no Programa, o objetivo é  reduzir a exportação do produto no sentido de incentivar a produção de leite desenvolvendo, com isso, melhorar a  cadeia produtiva nacional, gerando mais renda para o produtor. Além do incentivo federal,  os Estados incentivam-no que se refere aos  tributos estaduais, bem como,  o estimulo na parte estrutural do projeto e creditício junto as instituições financeiras. .

Esperamos, pois, a concretização deste projeto, ou seja, o fortalecimento da produção leiteira no sul do Piauí, incentivando a pecuária,  junto aos pequenos  produtores familiares, com o fim de obter um  maior volume de captação,  alavancando  os lucros e gerando  resultados positivos  para toda uma cadeia produtiva ,o que resultará em  uma verdadeira mudança cultural na produção de leite junto a todos os produtores.

Comments


bottom of page