Buscar
  • Forlac

Importações de lácteos sobem 30% em junho


As importações de lácteos subiram 30,2% entre maio e junho, totalizando 85,26 milhões de litros em equivalente leite, segundo a Secex. Com isso, o volume internalizado de lácteos já supera em 17,28% o registrado em junho/21. Ainda assim, comparando-se a quantidade total adquirida nesse primeiro semestre 365,4 milhões de litros em equivalente leite com o mesmo período do ano passado, observa-se queda de 34,41%.


Em junho, as compras externas de leites em pó registraram alta de 43% em relação a maio, chegando a aproximadamente 53 milhões de litros em equivalente leite, o que representa 62,1% do total das importações. O único fornecedor desse lácteo foi o Uruguai e o preço médio subiu 4,61% frente a maio/22, chegando a US$ 4,28/kg, o maior dos últimos 18 meses. Já as aquisições de queijos (categoria de produtos que representou 36,4% da pauta de importação) registraram alta de 13,4% frente ao mês anterior, somando pouco mais de 31 milhões de litros em equivalente leite.


O aumento das importações está atrelado à menor oferta de leite no mercado interno e à forte elevação dos preços dos lácteos brasileiros, o que favoreceu a maior competitividade dos produtos internacionais frente aos brasileiros.


Nesse contexto, as exportações de produtos lácteos caíram 31% em junho em relação a maio, chegando a 8,45 milhões de litros em equivalente leite – 59,1% menor que o registrado em junho/21. O total embarcado nesse primeiro semestre (90,16 milhões de litros em equivalente leite) é 8,11% menor que a quantidade vendida no mesmo período do ano passado.


De acordo com informações da Secex, houve redução de 73,4% no volume embarcado de leite em pó (integral e desnatado) de maio para junho. Por outro lado, as vendas de queijos e leite condensado, principais produtos exportados, aumentaram 31,28% e 5,80% na mesma comparação, somando aproximadamente 3,1 milhões e 1,8 milhão de litros em equivalente leite, respectivamente.


Balança comercial – O déficit da balança comercial de lácteos se ampliou em 44,3% em junho, chegando a 76,8 milhões de litros em equivalente leite. Isso significou um saldo negativo de U$ 42 milhões em junho, 59,8% maior que o registrado em maio. Este é o maior déficit, em valor, desde fevereiro de 2021.


As informações são do Cepea.

1 visualização0 comentário