Buscar
  • Fischer Comunicação

Danone vai investir R$ 130 milhões em fábrica de lácteos


Nos últimos três anos, a principal fábrica de lácteos da Danone no Brasil, instalada em Poços de Caldas (MG), recebeu R$ 250 milhões em investimentos. Nada menos do que 67% desse valor foi destinado à modernização. Para 2020 e 2021, a previsão da companhia é de investir mais R$ 130 milhões na planta industrial.


"O mercado de iogurtes depende de inovação constante. Não basta simplesmente trocar embalagens. O consumidor quer muito mais do que isso", destaca Jaimir Brotto, diretor da planta de Poços de Caldas, onde cerca de 80% dos itens produzidos atualmente sequer existiam há um ano e meio. São inovações como a linha YoPro, com alto teor de proteínas, o Skyr, de receita islandesa; e um iogurte orgânico com a marca Danoninho.


Avanço na qualidade do leite


Mas para garantir alta qualidade em seus produtos, o trabalho da Danone começa bem antes dos insumos chegarem à fábrica. Envolve, na verdade, toda cadeia produtiva da principal matéria-prima: o leite, adquirido de produtores rurais que fornecem exclusivamente para a empresa, e também de cooperativas de produtores.


Há pelo menos uma década a empresa incentiva diretamente os fornecedores brasileiros a elevar a qualidade da produção. Dois anos atrás, surgiu o Programa Mais Sólidos, que distribui R$ 2 milhões em prêmios aos produtores que conseguem avanços em termos de qualidade. Eles são divididos em quatro categorias, de acordo com sua capacidade produtiva, e avaliados a partir de sistemas de pontuação. Os prêmios principais são um trator, uma caminhonete e um vagão forrageiro, mas há diversos outros incentivos a quem eleva a qualidade do leite produzido. Como resultado, cerca de 50% dos produtores já foram premiados e, nas análises técnicas, a Danone tem obtido indicadores de qualidade superiores à recomendação global, à média nacional e também aos parâmetros da região de Minas Gerais.


Um dos fatores que influenciam esse desempenho é a proximidade que a Danone mantém de seus produtores, com ações constantes como assistência técnica; encontros regionais que os aproximam, por exemplo, de pesquisadores e profissionais da Embrapa; e até apoio na aquisição de insumos.


As informações são do portal SA Varejo, resumidas e adaptadas pela Equipe MilkPoint.


13 visualizações