Buscar
  • Forlac

Cooperativa Languiru expande sua área de atuação de coleta de leite


Aumentar a captação de leite com o propósito de utilizar toda a capacidade operacional da planta industrial; desenvolver regiões com vocação ao agronegócio; e promover o fortalecimento de economias locais. Todos esses motivos levaram a Languiru a expandir a sua área de atuação no Rio Grande do Sul. Há cinco meses, a Cooperativa vem recebendo a produção leiteira de produtores da Região Sul do Estado. Por dia, são aproximadamente 30 mil litros de leite coletados nos municípios de Arroio do Padre, Cerrito, Cristal, Canguçu, Pelotas, São Lourenço do Sul e Turuçu.


Planejamento e integração - Num primeiro momento, com o propósito de alavancar os volumes de leite captados na região, o trabalho de associação de novos produtores será intensificado. Tendo em vista uma presença cada vez maior, a Cooperativa também pretende instalar unidade de loja Agrocenter Languiru com o objetivo de fornecer tudo o que os produtores necessitam em termos de rações, sementes, fertilizantes, farmácia veterinária, ferramentas e máquinas.


Hoje, os associados da região já usufruem de benefícios dos produtores de leite da Cooperativa, como, por exemplo, a possibilidade de fazer compras na Conta do Leite. Inclusive, recentemente a Cooperativa realizou apresentação virtual (live) direcionada aos associados e parceiros da Região Sul.


Na oportunidade, foram compartilhados os planos para a região e detalhados benefícios do quadro social. A apresentação foi realizada pelo presidente Dirceu Bayer; pelo gerente de fomento do Setor de Leite do Departamento Técnico, Mauro Aschebrock; e pelo gerente das lojas Agrocenter Languiru, Martin Fernando Brackmann.


Ser protagonista de um novo ciclo - Bayer enfatizou que o agronegócio continua sendo o “pilar” da economia brasileira, promovendo o desenvolvimento de comunidades em todo o país. Acrescentou que o cooperativismo exerce protagonismo nessa conjuntura por gerar renda e equilíbrio social, contexto em que se enquadra a Languiru.


A Cooperativa pretende executar um conjunto de ações para contribuir no desenvolvimento do agronegócio da Região Sul, contemplando políticas de incremento à produção leiteira e a possibilidade de instalação de unidades para comercialização de insumos e maquinário agrícola. “Estamos chegando para permanecer e iniciar um novo ciclo na agropecuária local por meio dos princípios cooperativistas”, ressaltou o presidente.


Implementar a cultura da Languiru - Aschebrock lembrou que os primeiros contatos para iniciar o projeto na região ocorreram em 2014. Observou que, neste começo, está se buscando identificar as características das propriedades da região. Com o tempo, o intuito é promover o intercâmbio com propriedades de outras áreas de atuação da Languiru. “Estamos focando no ajuste de dietas e melhoria gradual da estrutura das propriedades. Aos poucos, vamos implementando a cultura da Languiru, em uma região que tem tradição de produzir leite”, explicou.


Técnicos analisam o contexto - O Setor de Leite do Departamento Técnico vem prestando todo o suporte aos associados da região. O serviço de assistência técnica é executado por dois profissionais que instruem os produtores sobre planejamento forrageiro, composição de dieta e qualidade do leite.


A técnica em agropecuária Diésica Rediss Bonow (32) é filha de produtores de leite e já atua há mais de uma década prestando assessoria em propriedades rurais. Observa que as propriedades da região apresentam, em média, áreas de 20 a 30 hectares. Nesse sentido, ressalta que existe um grande potencial a ser explorado. “Os produtores da região estavam desamparados e, agora, há novas perspectivas com a vinda da Languiru. Temos muito trabalho pela frente, o que é bastante motivador. Com o tempo, queremos trazer produtores daquela região para virem conhecer propriedades do Vale do Taquari”, afirma.

O técnico em agropecuária Rogério Franz (37) também conta com grande experiência na lida com gado leiteiro, visto que a família possui propriedade rural. Destaca que já se completaram seis meses da vinda da Cooperativa para a região e que os produtores estão animados com a presença da Languiru. “Já estamos percebendo algumas mudanças nas propriedades como, por exemplo, evolução na questão da dieta do gado leiteiro. Temos que continuar inserindo novas tecnologias para buscar a evolução no campo”, argumenta.


As informações são da Languiru.

4 visualizações0 comentário