Buscar
  • Fischer Comunicação

Beneficiamento de Leite de Castro conquista certificação FSSC 22000


Unidade de Beneficiamento de Leite (UBL) de Castro/PR foi reconhecida pelo terceiro ano consecutivo com a certificação internacional FSSC 22000. Concedida pela Bureau Veritas (organização mundial responsável por indicar padrões relacionados a comercialização, respeito do meio-ambiente e segurança dos alimentos) traz credibilidade a toda cadeia envolvida, visto que,

95% da produção da Cooperativa é destinada a multinacionais e nacionais de grande porte. 

O reconhecimento global é baseado no sistema de gestão e trata das exigências para produtos e fabricantes de ingredientes. Requisitos legais e de clientes e determinações do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) também são avaliados.

O Gestor de Qualidade da Unidade, Paulo Bastos da Silva, destaca a importância da conquista em termos econômicos. “É um ponto crucial quando cogitamos a ideia de exportação, a certificação é um requisito obrigatório e estamos nesse caminho. Tudo isso permite estabilidade e perspectivas de aumento do negócio, gerando ganhos para clientes, cooperados e colaboradores”.     

A auditoria encerra o primeiro ciclo de três anos. Nesse período, foram mantidas as certificações de seis processos que a UBL já possuí. “Realizamos sistematicamente vários trabalhos que mantém o sistema vivo através de inspeções e auditorias internas com o intuito de identificar não conformidades e corrigi-las”, destaca o gestor.

Sobre a certificação:

A FSSC 22000 demanda que a produção de alimentos siga e se adeque a vários conceitos, alguns deles são: 


Gestão de serviços: todos os serviços que possam ter impacto na segurança de alimentos têm que ser gerenciados pela organização;


- Rotulagem do produto: deve-se garantir que o produto acabado seja rotulado de acordo com a regulamentação aplicável no país de venda;

- Defesa do alimento: avaliação de ameaças documentadas e implementadas, definição de medidas para controle adequado;

- Prevenção de fraude do alimento: a avaliação de vulnerabilidade documentada e execução de um plano de ação para reduzi-las.

- Gerenciamento alergênico: planejamento do gerenciamento de alergênico.

- Monitoramento ambiental: ter um programa de controle ambiental que verifique e valide a higiene microbiológica do local.


As informações são da Castrolanda. 


3 visualizações