Buscar
  • Forlac

Alvoar Lácteos investe em consultoria técnica e melhoria da qualidade do leite


Buscando melhorar ainda mais a qualidade do leite, a Alvoar Lácteos investiu mais de R$ 7 milhões nos últimos dois anos focando em tecnologias e treinamentos com parceiros. Nesse intervalo, foram mais de 17 mil visitas técnicas para a execução dos programas e os resultados são evidentes.

A empresa conseguiu um aumento global na qualidade do leite, atingindo parâmetros ainda melhores do que os exigidos pelas normas do Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA). A qualidade do leite é um quesito de preocupação nacional e tema prioritário na Alvoar Lácteos, atualmente detentora das marcas Betânia, Camponesa e Embaré

Para se ter uma ideia dos resultados, várias fazendas parceiras atendidas pelos programas de qualificação trabalham, hoje, com um leite que possui uma Contagem Padrão em Placas (CPP) muito menor que a média nacional. Enquanto a CPP da legislação brasileira é de 300 mil ufc/ml, essas fazendas trabalham com CPP menor que 20 mil ufc/ml.

A Contagem de Células Somáticas (CCS) também é muito baixa, a legislação do país indica uma CCS de no máximo 500 mil cel/ml e estas fazendas trabalham com menos de 200 mil cel/ml. “Ou seja, é um leite muito acima da média nacional na questão de qualidade”, explica o coordenador de Desenvolvimento à produção, Alexandre Cardoso.

Cardoso explica que por determinação do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA), o leite cru refrigerado de tanque individual ou de uso comunitário deve apresentar médias geométricas trimestrais de Contagem Padrão em Placas (CPP) de, no máximo, 300.000 UFC/mL (trezentas mil unidades formadoras de colônia por mililitro) e de Contagem de Células Somáticas (CCS) de, no máximo, 500.000 CEL/mL (quinhentas mil células por mililitro). “Estamos bem abaixo do exigido por lei”, enfatiza.

Os projetos implementados pela Alvoar Lácteos têm o objetivo de estimular o desenvolvimento e crescimento dos parceiros para que eles possam crescer juntos com a empresa e cumprir os desafios impostos pela lei que trata sobre a qualidade do leite. Cardoso explica que, desta forma, a empresa ajuda no crescimento sustentável dos parceiros, aumentando sua produtividade e lucratividade na produção leiteira.

“Acreditamos que todo o trabalho de qualidade tem que partir do princípio de que estão sendo produzidos alimentos de acordo com critérios de segurança, assepsia, além de bem-estar e saúde dos animais. Os números das fazendas assistidas mostram uma correlação direta entre rentabilidade e qualidade do leite, ou seja, fazendas que possuem leite de excelente qualidade possuem alta rentabilidade,”, afirma Cardoso.

Entre outras iniciativas, a Alvoar Lácteos conta com os projetos:

· Embaré Assist, um programa de consultoria técnico e gerencial que busca a máxima eficiência econômica para o produtor de leite e atua também em parceria com o Educampo, desenvolvido pelo Sebrae/MG com o objetivo de levar capacitação técnica e gerencial para os produtores;

· Fazenda Modelo, que tem como objetivo disponibilizar ferramentas e treinamentos para se garantir segurança alimentar, bem estar e saúde para os animais, e responsabilidade socioambiental, que conduzem a bons resultados econômicos;

· Compra de Insumos, que apoia seus produtores rurais buscando no mercado as melhores oportunidades para compra de alimentos para a produção;

· Mais Genética, que busca incentivar o melhoramento genético de rebanho por meio da técnica de Transferência de Embriões de FIV em Tempo Fixo;

· Aplicativo Embaré Fomento, um sistema inteligente de gestão da produção leiteira disponibilizado gratuitamente pela empresa para seus produtores parceiros.

As informações são da Assessoria de Imprensa, adaptadas pela equipe MilkPoint.


1 visualização0 comentário