Buscar
  • Forlac

Agricultura distribui sêmen bovino para incremento da bacia leiteira de Irati


Com o objetivo de aumentar a produção leiteira local e garantir maior rentabilidade aos produtores iratienses, a Prefeitura de Irati, por meio da Secretaria de Agricultura


Agricultura distribui sêmen bovino para incremento da bacia leiteira de Irati


Com o objetivo de aumentar a produção leiteira local e garantir maior rentabilidade aos produtores iratienses, a Prefeitura de Irati, por meio da Secretaria de Agricultura, está iniciando a distribuição de doses de sêmen bovino nas propriedades que são cadastradas no Projeto Leite Competitivo Sul-Cantu. As primeiras doses de sêmen começaram a ser entregues.


Das 1.500 doses de sêmen bovino adquiridas pela Prefeitura por meio de licitação, 200 chegaram para iniciar a primeira etapa de distribuição aos 120 produtores de leite que fazem parte do Projeto Leite Competitivo Sul-Cantu, realizado em parceria com o Instituto de Desenvolvimento Rural (IDR) do Paraná.


De acordo com o técnico agrícola da Secretaria de Agricultura de Irati, Osnei Abel Lopes, o lote compreende 150 doses da raça holandesa e 50 de jersey. “O projeto possui várias etapas. Primeiro, os produtores fazem o curso de manejo e depois, a inseminação, que é o incentivo de melhoramento genético. Temos produtores que têm o botijão de sêmen na propriedade e já fazem esta inseminação com o apoio da Prefeitura”, comenta Lopes.


Oscar Orchel foi um dos primeiros produtores a receber as doses com este acompanhamento da equipe da Agricultura. “No início, a gente não tinha conhecimento e adquirimos alguns animais. Recebemos o convite para fazer um curso de manejo, através da Prefeitura, e começamos a receber assistência técnica na propriedade. Minha esposa e filha fizeram o curso e a gente já recebeu algumas doses de apoio. Então, começou a melhorar, a nascer os animais com genética de uma raça mais pura e, assim, já aumentamos a produção de leite”, destaca o produtor leiteiro que recebeu 10 doses da raça holandesa.


Quem faz o trabalho de inseminação na propriedade é a filha de Oscar, Caroline Izidoro Orchel, que é técnica em Agroecologia. “A partir do melhoramento genético, nós começamos a estudar com o Abel, e conseguimos tirar novas raças e melhorar toda a produção. A partir da cria de uma das nossas vacas, já teremos um gado de raça mais pura, pois a gente quer melhorar o rebanho da nossa propriedade”.


De acordo com o secretário da pasta, Raimundo Gnatkowski, o município está em constante acompanhamento aos produtores. “É a Secretaria de Agricultura, em um trabalho de apoio ao nosso agricultor, principalmente, para mantê-lo no campo, na atividade da bacia leiteira. Esta é uma melhoria genética para que nós tenhamos maior produção com o mesmo número de animais”, salientou.


Fonte Hoje Centro Sul











2 visualizações0 comentário